Resenha: Resistência – Affinity Konar

Livro: Resistência
Autor: Affinity Konar
Número de páginas: 320
Editora: Fábrica231
Onde comprar: Amazon

Resistência é um livro sobre a segunda guerra mundial. Relata a história das irmãs gêmeas, Pearl e Stasha, que juntamente com sua mãe e seu avô são levados pelos nazistas para Auschwitz.
Quando eles chegam no campo de concentração, as gêmeas são separadas da mãe e ficam aos “cuidados” de Josef Mengele, o médico de Auschwitz mais conhecido como Anjo da morte. Mengele pegava as pessoas que lhe chamavam a atenção, como gêmeos idênticos, albinos, anões, e colocavam no campo num lugar em que chamavam de zoológico. Com essas pessoas ele fazia experimentos, nos quais não tinha nenhuma finalidade médica, era apenas para causar dores.

“Para onde quer que olhássemos, havia um duplo, uma idêntica. Todas meninas. Meninas tristes, meninas pequenas, meninas de lugares distantes, meninas que podiam ser do nosso bairro. Algumas dessas meninas estavam quietas, pousavam feito passarinhos em seus colchões de palha e nos examinavam. Quando passamos por elas em seus poleiros, vi as escolhidas, as selecionadas para sofrer certas coisas enquanto suas duplas continuavam intocadas. De quase todos os pares, uma gêmea tinha a coluna defeituosa, uma perna quebrada, um tampão no olho, um ferimento, uma cicatriz, uma muleta.”

Pearl e Stasha são muito unidas e inseparáveis. Elas buscam sempre estar juntas e se apegam as boas memórias do passado para aguentar todo o sofrimento. Mengele faz diversos experimentos com as gêmeas, mas faz com que Stasha acredite que ela é a favorita dele dentre todas as pessoas do zoológico.

A inocência de Stasha faz com que ela acredite nele e permite que ele faça todos os experimentos possíveis nela, crendo que ele não irá machucar tanto sua irmã Pearl. Porém um dia, Pearl desaparece sem deixar nenhuma pista. Stasha fica muito deprimida e querendo se vingar do médico que fez coisas horríveis com elas. Ela pensou até em matar Mengele. Apesar de tudo, ela ainda acredita que a irmã está viva.
O livro é narrado pelas meninas, alguns capítulos pela Pearl e outras pela Stasha. Apesar do livro ser narrado por crianças de 12 anos, não pense que será uma leitura leve. Existe sim a inocência das meninas, mas elas relatam muito bem a tortura que sofreram em Auschwitz.

Emoção a cada parágrafo

Resistência é aquele livro ideal para quem gosta de histórias inspiradas na segunda guerra mundial. É impossível não se emocionar com cada parágrafo. A gente já começa se apaixonando pela capa do livro e termina o último parágrafo com os olhos cheios de lágrimas.

“(…) mas sempre acreditei na capacidade do mundo de se endireitar assim, com um simples ato de bondade.”

Vale ressaltar que Resistência foi inspirado em uma história real das gêmeas Eva e Miriam Mozes. Esse fato torna o livro ainda mais emocionante.

Leia também: Resenha: Cujo – Stephen King