5 comportamentos “estranhos” dos leitores

5 comportamentos “estranhos” dos leitores

Como você se comporta ao ler um livro? Alguns leitores têm peculiaridades, gostos e paixões que podem ser considerados muito comuns para alguns, mas chegam a ser, no mínimo, diferentes para outros. Vamos entender melhor!
1 – Preciso contar sobre esse livro incrível

A necessidade absurda de querer contar a respeito do livro que está lendo/leu.
Você acaba de ler um livro incrível, com aquela história linda e aquele final inesquecível. Quando termina se encontra quase que ecstasyado. Mas de repente percebe que sentiu tudo sozinho, que leu e se emocionou sozinho… sente-se ilhado, retraído e precisa urgentemente contar aquela história para o mundo! Quem nunca sentiu-se assim? Esse é um sintoma típico enfrentado por nós leitores.
Muitos arrumam as mais diversas saídas para driblar essa situação, mas nada melhor do que ter um amigo que nos ouça, mesmo que ele não esteja tão interessado assim. Há também pessoas que escrevem sobre as lições que aprenderam nos livros como uma forma de sanar essa carência. Grupos em redes sociais também são um ótimo meio de encontrar as pessoas ideais com as quais compartilhar leituras.

2 – Um bom lugar pra ler um livro

Quem nunca quis ler em um lugar pouco acessível? Se você ainda não fez isso, muito provavelmente já o tenho cogitado fazer. Muitas vezes precisamos de um lugar tranquilo e pouco acessível para ler um livro. Um local onde a única companhia seja o silêncio intercalado periodicamente pelo zunido poético do vento levando as folhas de canto a canto. Estes são os melhores locais para nós, leitores. É revigorante.

3 – Na casa, o quarto é o lugar dos sonhos

Nada melhor que de vez em quando fazer uma maratona de leitura. Para quem tem seu próprio quarto e tem tempo disponível, é simplesmente perfeito. Há os que colam pôsters literários nas paredes, colecionam brindes, chaveiros e brinquedos de personagens. As possibilidades são variadas. Para os que não têm um quarto só para si, dá para usar o quarto da mãe ou do irmão mais velho, claro, com consentimento, e tirar um tempinho do dia para alimentar o desejo da leitura. Não há nada mais saudável para a mente.

4 – Livros + bichos de estimação

Talvez a combinação entre o carinho e serenidade dos animais e a leitura seja uma das coisas mais prazerosas de que se tem notícia. Alguns criam gatos, outros cães e até coelhos. O fato é que os bichos de estimação e os livros têm uma ligação que, apesar de distinta, andam em perfeita harmonia e são uma massagem na alma de qualquer pessoa.

5 – Um(a) namoradinho(a) literário(a)

Se apaixonar por personagens literários é normal? Sim, é normal! Desde as primeiras histórias lidas na infância nós podemos facilmente personificar mentalmente os personagens e imaginar como eles seriam além dos livros. Teriam eles defeitos, inquietudes, alegrias e tristezas diarias como nós? Certamente, sim. O que o leitor admira em um personagem são justamente as qualidades que admira em uma pessoa real. E além além do livro, o personagem também teria defeitos humanos. Salvo alguns príncipes e princesas da Disney, os personagens demonstram, até mesmo no decorrer da narrativa do livro, suas imperfeições e medos de forma explícita. Então admirar ou até mesmo encantar-se por um personagem de algum livro é um comportamento absolutamente normal entre os leitores.