Resenha: Resistência – Affinity Konar

Livro: Resistência
Autor: Affinity Konar
Número de páginas: 320
Editora: Fábrica231
Onde comprar: Amazon

Resistência é um livro sobre a segunda guerra mundial. Relata a história das irmãs gêmeas, Pearl e Stasha, que juntamente com sua mãe e seu avô são levados pelos nazistas para Auschwitz.
Quando eles chegam no campo de concentração, as gêmeas são separadas da mãe e ficam aos “cuidados” de Josef Mengele, o médico de Auschwitz mais conhecido como Anjo da morte. Mengele pegava as pessoas que lhe chamavam a atenção, como gêmeos idênticos, albinos, anões, e colocavam no campo num lugar em que chamavam de zoológico. Com essas pessoas ele fazia experimentos, nos quais não tinha nenhuma finalidade médica, era apenas para causar dores.

“Para onde quer que olhássemos, havia um duplo, uma idêntica. Todas meninas. Meninas tristes, meninas pequenas, meninas de lugares distantes, meninas que podiam ser do nosso bairro. Algumas dessas meninas estavam quietas, pousavam feito passarinhos em seus colchões de palha e nos examinavam. Quando passamos por elas em seus poleiros, vi as escolhidas, as selecionadas para sofrer certas coisas enquanto suas duplas continuavam intocadas. De quase todos os pares, uma gêmea tinha a coluna defeituosa, uma perna quebrada, um tampão no olho, um ferimento, uma cicatriz, uma muleta.”

Pearl e Stasha são muito unidas e inseparáveis. Elas buscam sempre estar juntas e se apegam as boas memórias do passado para aguentar todo o sofrimento. Mengele faz diversos experimentos com as gêmeas, mas faz com que Stasha acredite que ela é a favorita dele dentre todas as pessoas do zoológico.

A inocência de Stasha faz com que ela acredite nele e permite que ele faça todos os experimentos possíveis nela, crendo que ele não irá machucar tanto sua irmã Pearl. Porém um dia, Pearl desaparece sem deixar nenhuma pista. Stasha fica muito deprimida e querendo se vingar do médico que fez coisas horríveis com elas. Ela pensou até em matar Mengele. Apesar de tudo, ela ainda acredita que a irmã está viva.
O livro é narrado pelas meninas, alguns capítulos pela Pearl e outras pela Stasha. Apesar do livro ser narrado por crianças de 12 anos, não pense que será uma leitura leve. Existe sim a inocência das meninas, mas elas relatam muito bem a tortura que sofreram em Auschwitz.

Emoção a cada parágrafo

Resistência é aquele livro ideal para quem gosta de histórias inspiradas na segunda guerra mundial. É impossível não se emocionar com cada parágrafo. A gente já começa se apaixonando pela capa do livro e termina o último parágrafo com os olhos cheios de lágrimas.

“(…) mas sempre acreditei na capacidade do mundo de se endireitar assim, com um simples ato de bondade.”

Vale ressaltar que Resistência foi inspirado em uma história real das gêmeas Eva e Miriam Mozes. Esse fato torna o livro ainda mais emocionante.

Leia também: Resenha: Cujo – Stephen King

Apaixone-se por alguém que ama ler

Apaixone-se por alguém que se orgulhe da quantidade de livros que tem na estante e de quantos livros leu no mês. Apaixone-se por alguém que fique radiante com você a cada promoção de livros e sempre goste de entrar em uma livraria apenas para ter o prazer de visitar o melhor lugar do mundo.

Apaixone-se por alguém que conheça Machado de Assis e Carlos Drummond de Andrade, pois no meio da noite você pode receber um SMS citando uma poema ou um trecho do livro Dom Casmurro.
Ame alguém que você empreste seus livros sem receio, sabendo que eles vão voltar no mesmo estado que foram, uma pessoa que ama ler jamais vai danificar um livro. Ame alguém que te empreste e te indique os melhores livros, não apenas um simples empréstimo, mas com a intenção de que você sinta o que ela sentiu com a leitura.
Alguém que entenda as referências, que se emocione ao fim das histórias e fique pasmo com as adaptações cinematográficas ou feliz quando elas ficam fiel ao livro. Alguém que faça comentários construtivos sobre uma leitura finalizada.
Encontre o amor da sua vida numa livraria, biblioteca ou com um livro do Nicholas Sparks ou Stephen King debaixo do braço caminhando por uma avenida no centro da cidade. Alguém que enxergue um pouco de você em cada personagem de mais um livro lido.
Apaixonar-se por alguém que gosta de ler é passar a ser lido apenas com um olhar. É ser entendido nas entrelinhas ou nas palavras não ditas. É ser presenteado com livros em datas especiais ou em uma segunda-feira qualquer.
Uma pessoa que gosta de ler carrega vários mundos e vivências na memória, no coração e na alma. E irá carregar você para sempre na história da vida dela.

Livros baratos: como pechinchar na hora de comprar livros

Aumentar a sua coleção de livros é desejo da maioria dos leitores. Mas com alguns dos preços praticados atualmente no mercado, fica difícil manter a estante sempre atualizada. Diante disso, os leitores, sabiamente, recorrem à outras saídas para, digamos, ‘driblar’ os preços da tabela e conseguir encaixar o valor em seu orçamento de gastos. Mas como comprar livros baratos nos dias atuais?

Veja também: Frete Grátis e até 80% off na compra de livros na Amazon

Pesquisas de preço são importantíssimas para se chegar ao melhor desconto. Uma boa pesquisa pode ser responsável por uma economia que, além de surpreendente, no final das contas, acaba aliviando e muito os bolsos. Portanto, é bom pesquisar bem.

Sem mais delongas, vamos partir para algumas dicas que, certamente, ajudarão a economizar na hora da compra e comprar livros baratos de verdade:

Sites de cashback

Méliuz

O Méliuz é um site brasileiro que já está há 5 anos no mercado. O site tem um sistema de cashback onde as empresas devolvem parte do dinheiro que você usou para comprar determinado produto. Méliuz tem parcerias diretas com lojas como: Saraiva, Americanas, Submarino, Livraria Cultura, entre outras. É livros baratos que você quer? Vale a pena conferir!

Clique aqui para saber mais sobre Méliuz

Cashola

O Cashola funciona basicamente como o Méliuz e também conta com grandes lojas como: Amazon, Saraiva, Americanas, Submarino, entre outros.

Veja mais sobre o Cashola clicando aqui.

Buscapé

O Buscapé é um site que reúne os melhores preços, não apenas de livros, mas também de uma infinidade de outros produtos. O site permite que o consumidor faça uma busca por determinado produto e mostra em um comparativo de preços e disponibilidade, o melhor lugar para a compra.

Sites de cupom de desconto

Existem sites que disponibilizam uma infinidade de cupons de desconto das mais diversas lojas. No seguimento se destacam 1001 Cupom de Desconto e o Black Descontos. Para usar é muito fácil, basta entrar num dos sites (1001 Cumpom de Desconto ou Black Desconto), fazer uma busca pela loja desejada, escolher um cupom que esteja vigente e finalmente usá-lo como quiser. Lojas como a Saraiva, Americanas e Fnac sempre disponibilizam cupons de desconto por lá. É uma boa para quem quer economizar na hora de comprar livros.

Assinar Newsletter

Outra dica importante para uma boa pechincha na hora de comprar livros é não deixar de assinar a newsletter das lojas virtuais. As grandes lojas possuem um serviço de notícias via email, pelo qual enviam informações periódicas a respeito de promoções e descontos. Para assinar é simples: basta localizar a caixinha de assinatura de newsletter no próprio site da loja e preenchê-la com o nome e o e-mail. Pronto! A loja estará autorizada a enviar para você, via email, as promoções e descontos que disponibiliza.

Pesquisas presenciais

As duas últimas dicas ficam por conta da pesquisa feita pessoalmente. Aquela feita quando decidimos ir nos pontos físicos para conferir o que de melhor (e mais barato) as lojas estão disponibilizando. Em primeiro lugar, é importante ir periodicamente nas livrarias físicas. Sim, elas estão sempre ofertando promoções e muitas vezes são “promoções relâmpago” que logo se esgotam. Ir rotineiramente, algumas vezes durante a semana é garantia de pechincha e felicidade.

Em segundo lugar, a dica é ir nos sebos. Isso mesmo, os sebos têm uma grande variedade de livros baratos e em bom estado. E qual o problema se forem usados? Estão sempre em bom estado, não há mal nenhum. Muito pelo contrário, os benefícios são infinitamente maiores, pois não há paga maior que o prazer de poder ajudar a manter o legado e passar adiante a mensagem contida em cada livro.

Gostou do post? Achou relevante? Compartilhe com seus amigos!